Cotidiano

Feira propõe conhecimento como forma de integração social

“Movimento Armorial”, “Raquel de Queiroz”, “Gil Vicente”, “Cultura Pop”, “Consciência Negra”, “Instrumentos pedagógicos”, “Reciclagem”, “Drogas”, “Cultura e paisagens do Nordeste”, e “Experimentos”…  Expressões dignas de uma feira que faz ressurgir no imaginário dos estudantes a ousadia das revoluções.

A feira de conhecimentos da Escola Municipal Lygia Magdala, em Frexeiras, sugeriu “O homem como sujeito sociocultural e suas múltiplas atuações”. Com um tema pra lá de desafiador, a escola assumiu uma postura ousada, propondo que o fortalecimento das relações sociais carece da participação de todos.

Teatro, música, dança e aprendizado foram os ingredientes desse caldeirão de ideias que marcou a escola Lygia Magdala como uma das referências educacionais do município.

Além da enorme participação da comunidade, dos alunos, professores, coordenadores pedagógicos e os gestores educacionais, a feira de conhecimentos recebeu a presença de representantes da Escola Ministro André Cavalcanti (também de Frexeiras), Escola particular Menino Jesus, Educandário Nova Esperança, representante do Conselho Tutelar, do Secretário de Educação e sua equipe técnica.

Parabéns a todos pela bela iniciativa! Confira as fotos clicando aqui!

Prefeitura da Escada: o trabalho vai continuar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s