Consciência Negra

I Sarau Socioliteário revela a arte que nasce da juventude

Entre poemas, músicas, dança, teatro e artesanato, as escolas da Rede Pública Municipal de Escada concluíram o I Sarau Socioliterário mostrando o talento e paixão pela arte.

As escolas Dr.José Henrique (Massauassu), Maria Cabral (Alvorada), Maria Lins de Holanda (Usina Barão), Almérita Maria (São Francisco), Monte Sinai (São Sebastião) e Cícero Dias (Nova Cidade) complementaram os gritos de consciência entoados durante a manhã.

Os estudantes abordaram o jeito negro de ser, mostraram a influência africana em nossa cultura e tradição, combateram o racismo, pregaram o respeito, detalharam a trajetória dos negros da época colonial até os dias atuais, recriaram a luta de Zumbi dos Palmares, destacaram as estatísticas dos negros no Brasil e reconheceram os desafios e dificuldades no combate ao preconceito.

“O que vivemos e vivenciamos durante toda esta sexta-feira (23) foi a mais pura interpretação de um povo que clara por reconhecimento. Parabéns a todos os alunos e alunas que fizeram este belíssimo Sarau! Parabéns a todos os professores, gestores e coordenadores pelo empenho e dedicação. Em nome da Equipe Técnica da SEDUC, agradecemos ao Prefeito Lucrécio Gomes e ao secretário John Kennedy, pela confiança e apoio a este trabalho. Estamos muito felizes e emocionados com os resultados”, declarou a professora Ana Neto, Gerente de Desenvolvimento do Ensino.

Prefeitura da Escada: o trabalho vai continuar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s