Ministro André

   
Nome da Escola: Escola Municipal Ministro André Cavalcante
Gestora: Vera Lúcia Silva
Coordenação Pedagógica: Rosilane Cristina Rodrigues Vitor /José Daniel Soares
Histórico da Escola:

A Escola Municipal Ministro André Cavalcante, surgiu entre os anos de 1940 à 1944,  fundada pelo Sr.º André Cavalcanti, na época, dono do Engenho Refresco e posteriormente veio a ocupar o cargo de Ministro. A escola funcionava em uma casa no centro da Vila  Frexeiras  na rua de mesmo nome ( Ministro André Cavalcante), onde era ministrado o ensino de 1º a 4º série primária e teve como primeira professora a Sr.ª Maria Guiomar do Rego (in memória). Depois funcionou por um curto período numa pequeno salão com banheiro na mesma rua e teve como professora nessa época  as Sr.ª Maria de Lourdes Rodrigues e Sr.ª Maria José Cabral de Menezes, que lecionavam em salas multísseriadas. Anos mais tarde, esta unidade de ensino foi transferida para um novo prédio localizado na Rua da Linha S/Nº, construído pelo então Sr.º Prefeito Antônio Bezerra da Silva (in memória), A construção dispunha de cinco salas de aula, uma secretaria, quatro sanitário e uma cozinha, permanecendo nesse formato até o ano de 1987, quando foi reformada pelo Prefeito José Mário Leite. Essa unidade escolar funciona através da portaria 0101 publicada no Diário Oficial 13/05/86, com o cadastro escolar nº255012 com inscrição no CNPJ nº 01.939.838/0001-08, situada na Rua da linha s/nº Frexeiras – Escada-PE, jurisdicionada a GRE (Gerência Regional de Educação) da mata centro, oriundos dos Poderes Públicos: Federal e Municipal e o PDDE (programa dinheiro direto na escola).

Servidores (as)
Aux. Administrativo: 01
Merendeiras: 03
Porteiros: 02
Vigilantes: 0
Zeladoras: 01
Níveis e Modalidade de Ensino
Quantitativo de alunos matriculados em 2017:
Fundamental dos Anos Iniciais:  133 Fundamental dos Anos Finais: 154
Educação Infantil:  60 EJA: –
Outros: –
Aspectos Pedagógicos
Missão: Nossa missão é assumir a formação da escola como um todo, oferecer um ensino de excelência à comunidade e propiciar condições para uma aprendizagem significativa, atualizada e eficaz, que prepare alunos competentes, éticos e com argumentação sólida, assegurando um ensino de qualidade, de inclusão, que garanta o acesso, permanência e sucesso do aluno na escola, promovendo uma aprendizagem que possa conduzi-los à construção do conhecimento de forma crítica e participativa, capazes de aprender e ensinar, tornando-se sujeitos autônomos, conscientes, democráticos, participativos, criativos e responsáveis, capazes de interagir no meio social com responsabilidade e ética, na construção de nossa história.
Visão: Na abordagem do conhecimento

– A aprendizagem ocorre por meio da ação humana e mediante a apropriação (ativa e criativa) de conceitos que possibilitam o desenvolvimento de estágios mais elevados de raciocínio e, consequentemente, novas formas de atuação e compreensão de mundo;
– Ser uma instituição educacional de referência em nossa cidade, primando pela qualidade e criatividade no ensino, através do trabalho participativo e responsável, contribuindo para uma sociedade mais justa; – O conhecimento e os saberes são instrumentos de mediação disponíveis para que o educador promova aprendizagens, devendo ser traduzido e adequado às possibilidades sócio cognitivos dos educandos; – Uma das mais importantes tarefas do educador é aprofundar seu conhecimento sobre as teorias pedagógicas que possibilitam a compreensão do fenômeno educativo;
– Os temas mais necessários são aqueles que tratam problemáticas que afetam a vida dos educandos, da comunidade e da escola;
– A realidade é interdisciplinar;
– A qualidade do trabalho docente depende da articulação contínua entre ensino e pesquisa.

Metas: Ações concretas que deverão se constituir em ações permanentes na escola:

1º Garantir os duzentos dias letivos, o equivalente a oitocentos horas aulas estabelecida pela LDB;
2º Reconstrução e permanência da proposta curricular e respectivos métodos de avaliação;
3º Utilização do aperfeiçoamento das práticas coletivas e de gestão democrática;
4º Organização do trabalho pedagógico voltado para as competências (conteúdos) cognitivas, procedimentais e atitudinais de forma interdisciplinar e transdisciplinar no espaço escolar adequando-o às diretrizes curriculares legais;
5º Organização de reuniões de pais e mestres com temáticas que contemplem a escola do campo e com dinâmicas de forma a incentivá-los a acompanhar o processo educativo dos filhos;
6º Desenvolvimento de projetos pedagógicos, promovendo uma educação voltada às necessidades da comunidade;
7º Sensibilização para o registro do pensado e vivido pela instituição;
8º Desenvolvimento do espírito de equipe na luta por melhorias do processo ensino-aprendizagem mediante a valorização profissional;
9º;  Garantia do efetivo funcionamento do ambiente escolar que propicie a prática da leitura;
10º Garantir as condições necessárias de aprendizagens às crianças especiais;
11ª Solicitar transporte e  alimentação para concretização de projetos pedagógicos de extensão (excursão cultural, pesquisa de campo, entre outros);
12ª Investimento e credibilidade na cultura do sucesso escolar, concebendo a escola como centro de cidadania;
13º Elaboração de projetos em parcerias com Ongs, iniciativas privadas e outras organizações: (projeto Aprender… Brincando! projeto de atividades culturais; passeios educativos; palestra na escola sobre: lei do bulliying, homofobia, indisciplina e violência, sexualidade na adolescência, primeiros socorros, família, uso racional dos recursos multimídia e outros assuntos voltados ao interesse da comunidade).
14º Assegurar um ensino de qualidade, buscando elevar a aprendizagem dos discentes de acordo com as possibilidades e ritmo de cada turma em todas as áreas de conhecimento;
15º Elaborar a proposta pedagógica de acordo com a realidade do campo, visando promover uma educação voltada às necessidades da comunidade;
16º Implementar o trabalho coletivo, visando à integração de todos os docentes, ajudando-se mutuamente em direção a objetivos bem definidos em busca de um trabalho de qualidade em todas as áreas;
17º Incentivar o trabalho em equipe e a colaboração entre os profissionais da escola, primando pelo comportamento ético;
18º Modernizar a gestão escolar, estabelecendo uma estratégia eficiente de comunicação das ações desenvolvidas na escola;
19 º Valorizar a cultura regional, mantendo o respeito, a confiança e a credibilidade da comunidade.

Projetos de Pesquisas da Escola
Nome do projeto Autor(a)
Nome do projeto Autor(a)
Nome do projeto Autor(a)
Docentes (nome e formação)
Fundamental dos anos iniciais: Gestora :Vera Lúcia Silva -Port.0203/2013 GP
Formação: Letras e Pós-Graduação em Linguística Aplicada a LP E LE.
Coordenadora: Rosilane Cristina Rodrigues Vitor MAT-54106
Formação: Pedagogia e Pós Graduada em Psicopedagogia Institucional
Coordenador: José Daniel Soares
Formação : Pedagogia e Pós Graduada em Psicopedagogia InstitucionalDocentes
 Ana Cláudia Soares Paiva – Formação: Letras – Especialização em Linguística Aplicada as Práticas Discursivas – Mestre em Ciências da Linguagem.
Ana Lúcia Marques da Silva – Formação:
Ana Maria de Lima – Formação :Magistério e Matemática – Cargo: Professora Efetiva
Cleonice Maria da Silva – Formação: Magistério – Cargo: Professora Efetiva
Diana Cristina Romaina da Costa – Formação: pedagogia – Cargo: professora contratada
Edileuza Maria Batista Oliveira – Formação: Pedagogia – Pós-Graduada em Processos Educacionais e Gestão de Pessoas – Cargo: Professora Contratada
Elayne Cristina Silva Lima Almeida – Formação: Pedagogia – Cargo: professora efetiva – Josineide Maria Gomes – Formação: Magistério – Cargo: Estagiária
Maria Freitas Vieira – Formação: magistério/pedagogia (cursando) – Cargo: Estagiária
Maria Lúcia Gonçalves – Formação: pedagogia / pós-graduação em metodologia em ensino religioso/pós-graduação em Igualdade Racial no Ambiente Escolar – Cargo: Professora Contratada
Maria Zilmara da Silva – Formação: Magistério e geografia – Cargo: Professora Contratada
Rosineide Evaristo da Silva Sena – Formação: Pedagogia e Pós-graduação em Psicopedagogia Institucional e Clínica e – Coordenação Pedagógica – Cargo: Professora Efetiva
Rosa de Fátima Francisca de Assis – Formação: Letras – Cargo: Professora Contratada
Silvânia Davina Cavalcanti – Formação: Magistério, Letras e Pós-graduada em Língua Portuguesa – Cargo: Professora Efetiva
Valdilene Amâncio da Silva – Formação: Pedagogia – Cargo: Professora Efetiva
Werdiana Angélica Moura Peixoto – Formação: Magistério / Matemática – Cargo: Professora Efetiva
Fundamental dos anos finais:  

 

Atendimento Especializado (nome e formação)
Professores do AEE:
Número de alunos atendidos no AEE:
Espaço Físico (Infraestrutura)
Número de Salas: 09 Bibliotecas: Sala Multifuncional: 01
Secretaria: 01 Quadra de Esporte: Desativada Banheiros Professores: 01
Banheiros Alunos: 04 Cozinha: 01 Outros:
Contatos
Endereço: Rua da Linha s/nº
Fone: (81) 3534-0350
E-mail: escolaministroandre.escada@outlook.com
Outros
Mídias Sociais (colocar o endereço virtual)
Facebook
Instagran
Outros

RESULTADOS SAEPE 2016 (Atualizado em 29/03/2017)

2º Ano Ensino Fundamental – LÍNGUA PORTUGUESA
2º Ano Ensino Fundamental – MATEMÁTICA
5º Ano Ensino Fundamental – LÍNGUA PORTUGUESA
5º Ano Ensino Fundamental – MATEMÁTICA